Segunda-Feira, 12 de Novembro de 2018
Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider
 
Notícia
Maior produção de petróleo em Angola reduz défice e aumenta despesa
Setembro 05, 2017
A consultora BMI Research considera que o incremento da produção de petróleo em Angola vai aumentar a receita fiscal nos próximos trimestres, reduzindo o défice orçamental e aumentando a despesa.

"Um aumento da produção de petróleo vai garantir as receitas governamentais nos próximos trimestres, alimentando uma redução do défice orçamental até 2019, mas a consolidação será gradual por causa de um aumento nas despesas de capital e recorrentes", escrevem os analistas desta consultora.

Numa análise à evolução da economia angolana, enviada aos investidores e a que a Lusa teve acesso, lê-se que "o cenário orçamental terá uma "notável melhoria nos próximos anos devido à subida dos preços do petróleo e ao aumento da produção", o que dará origem a uma redução do desequilíbrio orçamental de 4,9% em 2016 para 3% este ano e 1,5% no próximo ano.

As finanças públicas angolanas "deterioraram-se abruptamente durante o colapso dos preços do petróleo entre 2014 e 2016", lembra a BMI, que prevê uma recuperação dos preços, para 54 dólares este ano e 55 dólares por barril no próximo. "A produção de petróleo em Angola deve voltar para terreno positivo em 2018, registando um crescimento de 7%, depois de uma contração de 3% este ano e de 2,8% em 2016", essencialmente devido ao início de dois projetos, da ENI e da Total".

Com o aumento das receitas, a BMI Research prevê que a despesa pública também aumente, com as despesas de capital a subirem 19% este ano e 9,4% em 2018 para completar a barragem de Laúca e o novo aeroporto de Luanda, que valem 10 mil milhões de dólares e foram adiados em 2016.

Assine a nossa newsletter
Horário: 09h00 - 13h00 > 14h30 - 16h30
Praceta projectada, Rua de Moçambique (paralela à Av. Calouste Gulbenkian), Lote Q
1º Esquerdo, Faro · Algarve · Tel. +351 289 897 100 / 289 895 622, Fax. +351 289 897 108/9
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
© 2011 Consulado de Angola no Algarve
Programação Step Ahead | Design TripleSky